Grupo namoro

Travem ele plz

2020.10.26 00:58 ashinodrugs Travem ele plz

O maluco ficou enchendo o saco da minha amiga pedindo ela em namoro mesmo ela falando não, ele foi um completo babaca dps a xingando no grupo, ainda ficava comparando se ele pegava mais ou não que ela, e por ela falar que ele é idiota por furar quarentena ele tentou travar ela [Não sei se é um bom motivo pra travar, mas ela realmente se sentiu péssima por culpa do cara]
Esse é o número--> +55 79 8856-0621
submitted by ashinodrugs to TravaZap [link] [comments]


2020.10.23 16:43 Auxoiseaux A incursão dos manos

Recentemente, um amigo começou a trabalhar e lá começou a flertar com uma garota. Ok! Recentemente outro amigo meu começou a namorar. Ok! Ja faz um outro tempo que outro de meu amigo está com amizades coloridas. Ok!
Eu não tenho nada a ver com seus namoros, mas uma situação incomoda apareceu. E quero mandá-los à merda.
Todo ano, meus amigos e eu combinamos de sair em algum lugar pra se divertir, seja um evento de anime, seja um parque etc. Mas esse ano, por alguma razão 3 dos caras de um grupo de 5 homens simplesmente decidiram levar mulheres por que sim.
O pior é que o outro solitário e eu não queremos quebrar a tradição levando garotas. O outro cara (M) e eu (L) reclamamos. Então os outros três disseram que éramos inflexíveis e arrogantes. Vão levar suas minas e nosso role anual foi ferrado por cause de betagem.
Edit1: somos amigos de muito tempo, não queremos desfazer a amizade. Edit2: todas as garotas são desconhecidas dps membros, nunca as vimos antes. Edit3: nosso passeio é uma tradição entre nós e queremos segui-lá como fazemos todos os anos.
Se alguem tiver algum conselho pra que eu possa convencê-los de não lvar as minas por favor, pode me passar?
Se alguem tiver um ponto de vista diferente ficarei honrado em ler.
E se alguem tiver em situação parecida me diga o que pensa. Obrigado pela leitura.
submitted by Auxoiseaux to desabafos [link] [comments]


2020.10.22 20:20 outsider2677 Fui traído e agora moro com meus pais

Oi, aconteceu hoje cedo, meu relacionamento de 4 anos foi destruído porque peguei minha namorada mandando nudes e conversando sobre putaria com um cara que nunca vi.
Eu namoro essa menina ha 4 anos e estávamos morando juntos ha 2 anos, sempre tivemos nossas diferenças mas sempre conseguíamos lidar com os problemas. E antes de morarmos juntos fizemos um voto pessoal nosso em nunca esconder segredos, se um de nós nao tivesse feliz terminariamos na hora. Tanto que nunca ligamos de um mexer no celular do outro, afinal nao tinhamos nada a esconder.
Hoje, acordei bem cedo e dei bom dia a ela, conversamos na cama e brincamos como sempre fizemos, então decidi ver o que ela estava jogando no celular, coisa q ela nunca achou ruim. Mas dessa vez foi diferente, ela ficou na defensiva e começou alegar q nao estava bem, estava com dor de ouvido e tal, então eu tentei pegar o celular e ela me empurrou quase q pra fora da cama.
Ela segurou o celular firme e eu achei mt estranho, isso nunca tinha acontecido mas na hora eu sabia que ela tava escondendo algo. Tentei tirar o celular dela a força, levantamos da cama e ela começou a me bater e empurrar, saí correndo com o celular na mao do quarto e tentei fechar a porta, ela começou a bater e empurrar a porta.
Foi entao que vi varias mensagens trocadas com um cara que nunca vi na vida. Havia mensagens sobre ela chupar o pau dele e falando que queriam transar, mas o pior de tudo foi que ela mandou um video pra ele mostrando o seio.
Eu desabei, nao soube o que fazer e entrei em pânico, só conseguia chorar.
Liguei pros meus pais e agora estou deitado num colchão na casa deles, trouxe minhas coisas com a ajuda de um primo e estou sem fé nenhuma na humanidade.
EDIT 1: Respondendo alguns comentários, esfriei a cabeça na casa de meus pais e voltei ate lá pra terminar de trazer minhas coisas, sentei com ela pra finalmente entender o por que ela fez isso, pois foram anos jogados no lixo. Ela disse que não se sentia mais ela e que fez as coisas que fez porque queria ser outra pessoa. Acho que mandar mensagem pro cara a fez acreditar ser fodona, sei la (ela sempre teve problemas com insegurança).
O ponto é, ouvi todos os lados da estória, nada justifica o que ela fez e eu estou naquele baque ainda. Meus pais tinham um ótima relação com ela, nos ajudaram sempre e esta bem estranho o clima aqui, a ficha nem começou a cair pra eles ainda.
Agradeço muitíssimo os comentários de vocês e apesar der ser bem foda a situação, pelo menos fiquei feliz de ter tido a coragem de largar tudo de uma vez. Nao guardo rancor e nem quero prejudicar a vida dela (olhe que printei as conversas dela e podia facilmente jogar no grupo da família dela) mas nao sou esse tipo de pessoa.
Só quero distância!
submitted by outsider2677 to desabafos [link] [comments]


2020.10.18 15:58 sinsinemy Terminei o namoro e me arrependo amargamente

Muito longo, mas preciso desbafar.
Tudo aconteceu no último final de semana de setembro, a gente tava super feliz e estávamos prestes a fazer 1 mês de namoro e 7 meses que a gente ficava e se conhecia. Por culpa de um print ele ficou com ciúme de uma bem idiota (muito idiota) e parou de me responder, me ignorou o dia inteiro e eu queria sair com ele e NADA dele conversar comigo. Decidi sair sozinha com outros amigos, a gente pertence a grupos diferentes de amigos porque moramos há 33km de distância e é foda se ver todos os dias, ir nos mesmos lugares porque na prática é longe. Cheguei na festa e nada dele me responder, tentei conversar liguei, mandei mensagens em todas redes sociais e de verdade eu tava muito ansiosa, no mesmo grupo de whatsapp que a gente tava, ele tava marcando de sair com os nossos amigos e eu podia simplesmente sair dessa festa e ir pra lá pq era relativamente perto até. Mas ele não me respondia então eu justifiquei todo aquele print que ele ficou com ciúme e provei que não precisava daquilo, toda hora ele falando que não queria conversar comigo, eu ligava e ao mesmo tempo eu tava bebendo, juntou tudo comecei a ficar triste demais, comecei a me sentir insegura, pensei muita besteira, pensei em tudo de ruim e a única coisa que eu queria era conversar com ele pra ve se me acalmava e eu não tinha nenhuma resposta. Chorei bastante, tava muito abalada e na mesma noite eu falei que era melhor a gente terminar (por mensagem), falei várias coisas por impulso, terminei por impulso e por toda aquela tensão. Me arrependo bastante. No outro dia eu tentei falar com ele, tentava e tentava porque eu tinha me arrependido bastante cara e ele já tava tipo "vc terminou cmg" e me repreendeu por eu ser imatura de ter feito isso e não pensado no depois. Chorei, fiquei mal bloqueei e desbloqueei ele por no mínimo 8 vezes. Não conseguia me afastar. Pedi pra que ele deixasse eu ir na casa dele pra gente conversar melhor e fui lá, levei até um par de aliança baratinha torcendo muito que desse certo. Conversamos, se acertamos mas ele tava meio diferente, falava umas coisas que eu não gostava mas que ele sim e que a gente não combinava tanto assim, saímos, se beijamos, conversamos e eu achei que daria certo e que ia ficar bem, tava com muita esperança. Dei aliança pra ele no fim da noite e depois disso a gente teve um momento nosso, foi lindo. No outro dia ele já tava meio distante, meio chato e fomos fazer visita na casa da tia dele, foi legal, ganhei bastante presentes e eu amo a família dele, me sinto muito feliz e confortável quando estou lá. Esse dia eu tinha que ir embora e ele ia sair com os amigos dele, me chamou e eu não tava super afim, sabe? Falei que pegava o mesmo caminho que ele e ia embora. Assim foi, fomos e ele ficou o caminho todo no silêncio, não falava, não pegava na minha mão, nao me olhava, não reagia a nada e eu só queria alguma demonstração e se por acaso eu mudasse de ideia pra ir com ele, já que os amigos insistiram pra eu ir e ele nada, sem reação alguma e isso tava me incomodando demais, eu tava quase chorando. Fui direto pra casa, com aperto no coração porque queria tar com ele mas eu me sentia desconfortavel de tar com ele, complicado. No outro dia ele me ligou e terminou comigo, sem mais nem menos, dizia que me amava e falou que não dá mais. Eu insisti muito, demais e falei que dava certo sim e esse foi o dia mais triste. Doeu demais. Sofri muito. Chorei e chorei tanto. Porque ele falou que não, mas falava que me amava e me agradecia por tudo mas falava que não. Era muito ansiedade e eu falava com ele, eu tentava mandar mensagem como se fôssemos amigos pq eu não aguentava não passar 1 dia sem saber sobre ele, sempre a gente caia numa conversa legal sobre a gente, ria e entendiamos que a gente tinha terminado, que somos ex e falávamos sobre esperança que era algo que eu tenho e ele fala que também tem. Eu amo ele demais, sou apaixonada por ele, isso é foda. Mas eu falei até sobre a gente "ficar", pra gente se ver e eu tava com muita saudade e ele aceitou. A gente saiu e foi perfeito, eu ainda era apaixonada por ele e tudo que a gente fazia era bom demais. Sentamos e conversamos mais sobre o nosso término, ele falava que não tava pronto pra namorar e até disse um "você merece uma pessoa melhor", mas eu tentava falar que não e que ele era o melhor pra mim. Ele falava que não tava pronto, que me amava muito mas tinha que pensar mas pensar em que? Quem amava tinha que ficar junto, mas eu baguncei a cabeça dele, eu terminei do nada, tava muito bom que eu estraguei tudo. Fiquei triste e comecei a chorar do lado dele e ele me abraçava e falava que me amava, insistiu pra eu ir pra casa dele e a gente sair no outro dia. Eu aceitei. Dormimos juntos e foi muito bom, mas ele nao era 100% meu (namorado), eu me sentia muito bem com ele, era gosto demais todos os nossos momentos. Levantamos o outro dia e fomos, senti ele distante de novo pegava na mão dele, foi legalzinho e eu curti todo o momento da melhor forma que dava. Eu tava com ele e só isso importava e fui (de novo) pra casa dele pq tava muito tarde pra eu voltar pra minha, dormimos juntos e passamos o dia seguinte inteiro juntos e eu tive que ir embora, que tinha algumas coisas pra resolver em casa também. Pra mim a gente ia continuar assim, conversar e sair as vezes. Cheguei em casa, me bateu a saudade maldita, ele passou 1 semana me respondendo só o necessário e bem seco, não puxava assunto e nem nada. Eu tava sozinha de novo, fiquei triste e mandei aqueles textos de como eu tava me sentindo pra ele e ele ficava :/ e falava algo desconexo ou mandava eu parar de ser assim, teve uma hora que não aguentei mais e falei se a gente podia resolver de uma vez. Cobrei ele de me responder direito e ele disse que a gente tinha falado o bastante. Tentei conversar pra eu parar de ter esperança nisso e mandei ele dizer se era o fim e acabou ou que ainda iria tentar. Ele só falou que não queria conversar comigo naquele momento e eu compreendi e ao mesmo chorei muito, muita dor, muita tristeza e parei de responder também. Falei pra mim mesma que não iria insistir ou chamar ele de novo, que era melhor um tempo afastado, sei lá, só um tempo. Um tempo pra ele pensar e pra mim também, eu sei que ele me ama como eu também amo ele. Por algum motivo não tá dando certo agora mas eu espero que do fundo do meu coração dê certo, eu tenho esperança. Ele é meu primeiro amor, não foi o meu primeiro namorado mas foi a pessoa mais intensa e ao mesmo tempo a melhor pessoa que já conheci. Termino isso aqui numa poça de lágrimas. Até.
submitted by sinsinemy to desabafos [link] [comments]


2020.10.06 08:33 Verchota Sobre a minha vida neste momento

Minha vida neste momento
Meu pai estava desempregado durante o período de um ano,ele tem diabetes e está um pouco velho. As contas aqui em casa estavam apertadas, quem mantinha era minha mãe que está desempregada. Neste período de quarentena não posso sair de casa porque temo pela vida do meu pai, já que ele pertence ao grupo de risco, ou seja, já estou a 7 meses sem ver meus amigos ou minha namorada. Este fato destruíu meu relacionamento com minha namorada, que pelas ações dela, não demonstram respeito ao meu posicionamento de ficar em casa, ela me culpa por não estarmos nos vendo e ela furou a quarentena diversas vezes, já viajou com os amigos e dormiu na casa de parentes com outras 10 pessoas, dificultando mais ainda de nos vermos, sendo que neste mês de Outubro faremos 2 anos de namoro. Como se já não bastasse, esse é meu terceiro ano do ensino médio, daqui 3 meses eu vou ter vestibular , querendo ou não eu ainda reconheço que sou privilegiado por estudar em escola particular, mas o preço da mensalidade tem sido exorbitante nas contas de casa, isso me coloca uma pressão de passar e entrar na faculdade logo e livrar meus pais deste problema. Porém, eu estou passando por um momento em que eu simplesmente não tenho vontade ou tenho motivação para continuar estudando, sei lá, eu engordei de uns tempos pra cá, desenvolvi alergias por conta do estresse e estou com minha auto estima baixa. Vou falar de vdd, não tenho depressão nem nada, só estou passando por um momento que todos os meus problemas estão se acumulando e que estou perdendo o interesse pelas coisas , e reconheço que posso estar reclamando de barriga cheia, porque não estou vendo os lados “positivos” ou “bons” da minha situação, mas eu gostaria de desabafar e compartilhar um pouco do que estou sentindo e o quanto estou cansado. Tem muito mais do que eu gostaria de dizer, mas estou escrevendo e já está tarde, é isso pessoal, boa noite e paz.
submitted by Verchota to desabafo [link] [comments]


2020.09.28 04:56 Surprise-Available Ser solteiro na quarentena tem pontos positivos

Não sei se é um desabafo exatamente, mas eu até alguns dias atrás estava me sentindo mal por estar quarentenado e ser solteiro. É bom ter alguém com a gente.
Meus pais são do grupo de risco e eu moro com eles, então eu não tenho saído.
Hoje um amigo meu que namora desabafou comigo: Ele é do grupo de risco (problemas no pulmão), os pais também (idade), porém a namorada dele que não mora com ele trabalha num setor que tem contato com o público.
Ele ficou longe dela pelos primeiros dois meses de quarentena, mas ela fez pressão que se eles não se vissem, era melhor terminar, etc... Agora ele é meio que "obrigado" (apesar de gostar muito dela) a ter contato semanal com ela. E ele veio me falar que morre de medo, mas também não quer perder o namoro.
Quando ele falou nisso é que eu pensei, que apesar de ser chato ser sozinho nessa quarentena, ao menos eu não exponho meus pais à esse risco, nem tenho que lidar com o término.
submitted by Surprise-Available to desabafos [link] [comments]


2020.09.24 02:54 Quirky_Leadership351 Seriado em forma de livro

Já imaginou ler o seu seriado favorito? Algumas editoras tornam isso possível através de livros com histórias direto dos principais seriados de televisão. O único problema é que normalmente os episódios são simplesmente os roteiros de episódios já televisionados, o que acaba com a surpresa para os fãs que já acompanharam as histórias pela televisão ou streaming.
Pensando nisso, uma editora de ebooks decidiu lançar diversos livros que seguem o mesmo formato dos principais seriados de televisão, porém com histórias e personagens nunca antes vistos. A saga Jardins do Imperador conta a vida de um grupo de amigos que vive no mesmo condomínio em Melbourne – Austrália, e acompanha diversos momentos em suas vidas. Da adolescência a maturidade, as histórias descrevem momentos como o primeiro amor, festas, colégio, universidade, o primeiro beijo, a primeira vez, namoros, casamentos, acidentes, despedidas. Ou seja, tudo que não pode faltar em uma boa história.
O primeiro volume da série se chama “Descobrindo o Amor” e foi lançado há poucas semanas no Brasil. O volume apresenta os personagens Luke, Julian, Zach, Mandy e Kim, e começa a acompanhar a vida de cada um através de uma narrativa simples por se apoiar no formato de roteiros e seriados.
O primeiro volume pode ser comprado por R$6,90 pelo site: https://www.editoravidgam.com/
Os demais volumes da saga têm lançamento previsto ainda para esse ano.
submitted by Quirky_Leadership351 to u/Quirky_Leadership351 [link] [comments]


2020.09.17 09:51 LeMrGrilo 4 da manhã e eu caindo no mesmo vício de sempre

Eu tenho um vicio, algo que surgiu de uma trauma durante a infância, hj tenho 22 anos e desde os 17 eu busco ajuda e tento lutar contra isso.
Contwxtualizando, sou homem, e a pornografia e masturbação entraram na minha vida muito cedo, fui abusado sexualmente aos 9-10 anos por um primo, lá pelos 10 anos comecei a ouvir de colegas meus que "olhar pornô é coisa de homem" entao eu comecei a duvidar da minha sexualidade, por que toda vez q eu via porno eu acabava vendo que eu fiz o "papel" que a mulher fez e isso trazia muita duvida pra mim, porém como diziam que assistir era coisa de "homem" e eu sempre me identifiquei como heterossexual mesmo tendo essas duvidas, eu mergulhei nesse mundo da pornografia de cabeça, e me afoguei nesse poço sujo, grotesco e sem fim
Comecei a notar que eu tinha problemas com pornografia aos 15 anos, quando entrei pra igreja e tbm tive minha primeira namorada, eu tocava no louvor da igreja, e me sentia realizado por ter alguem do meu lado, mas na mínima frustração que eu tinha eu acabava mergulhado novamente nesse vicio, e a cada video, a cada masturbação as tristezas, as frustrações, tudo piorava ainda mais, muitas vezes me masturbava antes mesmo de subir para tocar no altar da igreja.
O namoro acabou, e eu decidi focar nos meus estudos, comecei a fazer um curso preparatório pra o concurso dos meus sonhos, porém a cada frustração com matérias, eu buscava na pornografia e na masturbação um alivio e só piorava, veio a primeira reprovação, a segunda, a terceira, se eu nao esqueci nenhuma já foram 15 reprovações somando 4 concursos diferentes, e nessas 15 eu sempre preso a esse vicio que me atrapalha, cheguei até me masturbar pouco antes da prova algumas vezes.
Desde os 17 eu venho tentando parar, já entrei pra inúmeros grupos de NoFap, tentei inumeras técnicas, desde banho gelado, em pleno inverno gaúcho, até autohipnose com videos do youtube, porem eu me sinto atolado, afundado até o pescoço numa lama densa, pesada, nojenta, e que me puxa mais pra baixo, eu ja estive, totalmente afundado, entregue, mas ainda quero um dia conseguir me livrar desse vicio.
Por favor, eu entendo que pode ter gente dizendo que masturbação é algo comum e saudável, mas pra mim não, é algo que ja me feriu que ja me causou e causa ainda tanta dor que eu quero extinguir da minha vida, já estou acompanhado de psicologo e ainda estamos vendo o que fazer sobre isso e uma namorada que entende e me dá suporte psicologico referente ao vicio, nao tenho mais duvida da minha sexualidade, hj sou tranquilo com isso tbm, porém ainda tenho esse vicio que ainda busco acabar com ele, desculpa o desabafo longo
submitted by LeMrGrilo to desabafos [link] [comments]


2020.09.16 02:56 fcost9 Há um ano atrás tudo era diferente.

Já parou para pensar como tudo muda de um ano para o outro?
Comigo não foi diferente, lembro exatamente de tudo do ano anterior. Estava vivendo um dos melhores anos da minha vida.
Estava namorando com a mulher que eu nunca senti tamanha paixão parecida, daquelas que você chora de felicidade e sem explicação, aquele relacionamento que você sentia tudo diferente ao estar com a pessoa, e que com o seu abraço você literalmente se desconectava e ia para longe. O relacionamento que todo cara gostaria de ter, literalmente assim como o Chorão do CBjr descreveu a mulher na letra de 'Ela vai voltar'.
Além do meu namoro, da família que pude conhecer por parte da minha ex, que por sinal todos me colheram super bem, e fiz deles a minha família também. Pois eu passava um final de semana inteiro com as suas presenças.
Eu tinha também um grupo de amigos com um projeto entre nós muito legal, todos eramos bem unidos. Planejávamos o futuro como crianças na espera do coelho da páscoa ou do papai noel, todos ansiosos por cada passo que poderíamos dar.
Por fora tudo estava fluindo da melhor maneira de todos os tempos, mas por dentro da minha cabeça uma guerra sem fim acontecia. Uma mistura de sentimentos sem respostas, atitudes sem motivos, coisas que eu fazia que após de muito tempo eu me perguntei 'por que eu tive essa atitude?' 'por que eu fiz tudo da maneira mais difícil?' 'por que eu não falei a verdade sobre o que eu fiz antes e preferi mentir?' 'por que eu me confortava com uma atitude que não correspondia com o que realmente aconteceu?'
E de um ano para cá sem procurar ajuda eu perdi tudo e estou recomeçando do zero, como se eu chegasse em uma cidade nova e não conhecesse ninguém ao meu redor.
Esse post é tanto um desabafo quanto um toque para quem esteja passando pelo mesmo problema, problema no qual você faz tal coisa e nem sabe porque fez aquilo. Por que você preferiu mentir do que dizer a verdade.
Portanto, por mais difícil que seja para você, quanto foi para mim acreditar que algo de errado esteja acontecendo, pare e pense, e não deixe para procurar ajuda depois, depois de perder tudo. Procure ajuda psicológica, se cuide, valorize-se e também valorize quem está ao seu redor. Ame, mas também se ame, se cuide e não cometam o mesmo erro que eu tive por teimosia minha ao achar que não era nada.
Não digam não ou mintam caso esteja tudo bem, pois no fim não está. E principalmente não recusem conselhos de quem sabe o que está acontecendo.
Sejam felizes e acima de tudo sejam psicologicamente saudáveis.
submitted by fcost9 to desabafos [link] [comments]


2020.09.07 04:46 CraftedBot Oi pessoal, preciso desabafar

Oi pessoal, sei que o grupo não é muito ativo e que ninguém aqui deve se importar comigo. Mas aconteceu algo muito pesado comigo essa semana e esse grupo é o único lugar em que eu sinto que posso desabafar e ser ouvido sem que me julguem. Eu e minha namorada namoramos há quase dois anos e em todo esse tempo quando ficamos juntos é na minha casa ou em qualquer outro lugar, exceto a casa dela. O pai dela me despreza. A primeira vez que nos conhecemos ele foi legal e simpático, até que perguntou o que eu fazia da vida. Estudo ciências sociais na USP, quando eu disse isso ele fechou a cara na hora e mudou de assunto. A família deles é bem humilde, o pai dela tem um barzinho/restaurante onde toda a família trabalha, exceto minha namorada, que é a filha mais nova e foi a “escolhida” pra ser “alguém na vida”, então o pai dela é bastante protetor. Depois da revelação de minha carreira acadêmica a janta mudou, a conversa continuou em outros assuntos, mas eu fui completamente excluído dela, a única pessoa que tentava me trazer pro assunto era minha namorada, mas a mãe o pai e os irmãos dela me ignoravam completamente. Quando cheguei em casa ela me mandou uma mensagem dizendo que o pai dela tinha mandado ela terminar comigo, falando que eu era vagabundo, não prestava e ia só atrapalhar na vida dela. Ela cursa direito e pra família dela eu sou um peso que ela vai ter que sustentar. Isso foi no primeiro mês de namoro, eu estava completamente apaixonado por ela (e ainda estou) e disposto a enfrentar qualquer adversidade para que o nosso namoro seguisse. O único dia que o restaurante deles não abre é domingo, então fui lá logo na outra semana pra resolver qualquer desentendido. Quando cheguei a família toda estava vendo Faustão, inclusive as namoradas dos irmãos e ninguém quis conversa comigo, sequer levantaram do sofá para me cumprimentar. Não quis atrapalhar o programa então eu e minha namorada fomos para o quarto esperar uma situação mais propícia para o diálogo. Mal havíamos fechado a porta e vem o pai dela batendo com tudo na porta e escancarando ela (ele não é alto, mas é daqueles carecas gordinhos com cara de brabo que quando vestem regata, bermuda e havaianas ficam parecem um botijão gigante.) ele começa a gritar que não queria porta fechada nem vadiagem na casa dele e deu um discurso cheio de indiretas me chamando de vagabundo e praticamente me expulsando da casa deles. Não fui embora. Ficamos estudando e de quando em quando o pai ou um dos irmãos ia ver o que estávamos fazendo. Diversas situações similares foram acontecendo até que decidimos que era melhor desistir e evitar a família dela. Fomos assim por mais de um ano. Nesse tempo eu fui estudando mais sobre o agronegócio e a indústria da carne e decidi virar vegetariano em junho do ano passado. Conversamos bastante sobre isso e ela sempre foi muito interessada, até que semana retrasada ela decidiu virar vegetariana também. Ela, é claro, não contou pra família dela porque medo de que iriam surtar, mas convenci ela que se abrir pra eles seria a melhor coisa, que eles iriam entender e que eu poderia ir com ela. Esse foi meu erro. Ela achou legal de fazer a revelação no restaurante da família, servindo um prato vegetariano pra mostrar que é fácil e possível. Como eu já disse, o restaurante é bem simples, o buffet é basicamente arroz, feijão, batata frita, bife e umas saladinhas (por saladinhas entenda alface, tomate e de quando em quando salada de batata). Quando saímos da faculdade fiz questão de pedir um Uber pra gente chegar no restaurante mais rápido enquanto o pai dela não tá no horário de descanso (ele dorme numa rede nos fundos do bar). Chegamos lá perto da uma da tarde. Era quarta feira e o lugar estava bastante movimentado. O irmão dela, que fica no caixa, deu um sorriso quando entramos, mas desfez logo que viu que a irmã trouxe o namorado. Minha namorada vai pro caixa falar com o irmão dela e diz pra eu já ir me servindo e procurar um lugar. Eu to bastante nervoso e me arrependendo desde que vi a cara que o irmão fez ao me ver, mas me sirvo mesmo assim. Já estou com o prato servido e vou até ela, agora atrás do caixa falando com o pai e com a mãe, paro, os pais dela me olham, meu sogro com a cara fechada sequer acena com a cabeça pra mim. Minha namorada faz um sinal com a mão me chamando. Vou até ela, ficando desconfortavelmente próximo do pai dela. Ela pega a minha mão, eu fico segurando o prato com uma só e diz: “Eu decidi virar vegetariana”. Ela sequer havia terminado a frase, bastou o pai dela ouvir “virar vegetariana” que ele virou a cabeça com uma velocidade descomunal em minha direção, mas ele não olhou pra mim, como eu pensei que faria, estava olhando pro meu prato. Arroz, feijão, alface, batata frita e nada de carne. Eu olho pro prato também percebendo agora meu erro e quando ergo a vista ele me encara com aqueles olhos furiosos. Não fui capaz de absorver inteiramente o quanto de ódio existiam naqueles olhos, porque ele deu um tapa no meu prato de baixo pra cima, sujando minha camiseta azul celeste do Carl Sagan de feijão e interrompendo qualquer raciocínio que corria pela minha mente. O prato estraçalhou no chão e antes que o quebrar do vidro pudesse irromper pelo restaurante e o burburinho dos clientes fizesse perceber-se silenciado meu sogro já estava gritando. “TU FEZ ISSO COM ELA!” “ESTRAGOU MINHA FILHA!” ele me dá um empurrão contra o balcão, minha namorada recua assustada, eu tento sair pelo lado, mas ele bloqueia o caminho, minha namorada chorando tenta segurar ele, mas minha sogra a segura mais forte. “VAI JOGAR NO LIXO O ESFORÇO DA MINHA VIDA TODA! SEU MARGINAL!” Eu tava bem passivo até que ele falou isso, ele não sabe quem eu sou, só tem preconceitos contra mim. Não sabe o quanto eu amo a filha dele e o quanto só quero o melhor pra ela. Eu já tinha tentado expressar isso no diálogo, agora ia ser na porrada, sem palavras, só sangue. Dou um empurrão com toda minha força e na fresta de tempo que abre eu pulo o balcão pra ter mais espaço para brigar, já enquanto pulava vejo uns tiozinhos numa mesa, sob ela uma litrão de Skol que eu penso em usar como arma. Pulo o balcão, pego a garrafa, enquanto isso ele veio dando a volta no balcão que nem um touro pra me pegar. Segurando a garrafa pela boca eu bato ela na mesa, o vidro se quebra e eu ergo a ponta estraçalhada e afiada diante de mim, pronto para defender minha honra e a de minha amada daquele botijão colossal. Com a garrafa diante de mim e a criatura se aproximando eu olho por um instante para o vidro amarelado que seguro em minhas mãos. Vejo, no reflexo, a entrada do restaurante atrás de mim, e passando rápido pela rua o que parecia ser uma aeronave pequena não tripulada, logo atrás uma espécie de exoesqueleto metálico armado com uma metralhadora, de repente, um estrondo ensurdecedor seguido de um clarão. Era o início da era das máquinas.
submitted by CraftedBot to copypastabr [link] [comments]


2020.09.06 20:36 lvdovic Percebi que não entendo a ideia de amor romântico e nem o sentido de se ter um relacionamento.

Hoje eu vi um vídeo no YouTube de um criador de conteúdo e sua agora ex namorada falando como terminaram seu relacionamento da melhor maneira possível, super de boa e sem treta. Vi eles falando sobre alguns aspectos de um relacionamento daora, sobre companheirismo, sobre planos, romance, etc. Assim, eu percebi que eu simplesmente não consigo entender nada disso.
Fiz 21 ainda esse ano. Nunca namorei. Só não sou virgem porque no meu grupo de amigos todo mundo se pega e graças a deus eu não fiquei de fora. Desde a adolescência eu tenho muito problema com minha autoestima baixíssima, timidez enorme, e minha vida pessoal tá bem ruinzinha também (acho que faz uns anos isso).
Acho nunca me apaixonei de verdade. Só cheguei a gostar de umas pessoas, mas nunca nem falei o que eu sentia pra elas. Nunca nem cheguei perto de um relacionamento. Lembro que quando eu tinha uns 15/16 anos tudo o que eu queria era um namoro (sair com a pessoa, passar tempo juntos, além da vida sexual e etc), mas quanto mais o tempo passa, menos eu compreendo essas coisas. Hoje em dia não entra na minha cabeça do porquê das pessoas namorarem, de como elas conseguem passar tanto tempo juntas, de como funcionam esses sentimentos de amor romântico e companheirismo.
Sei muito bem que atualmente a última coisa que eu quero é um relacionamento, já que tenho muitos problemas internos pra resolver e não quero projetar nada em ninguém, mas mesmo sabendo que um dia eu ainda posso consertar esses traços ruins, eu não consigo conceber uma realidade onde eu não vou estar sozinho. Eu sei que boa parte desse pensamento só existe por causa da minha autoestima afundada (eu sei que é objetivamente possível achar alguém que goste de mim, mas as vezes fica difícil de acreditar em mim mesmo e que eu mereço ter alguém do meu lado), mas, como eu disse antes, conforme o tempo passa eu assimilo cada vez menos o significado de se ter um um relacionamento, de conseguir amar de maneira romântica uma pessoa (porque vejam bem, eu, por exemplo, amo meus amigos, mas sei e imagino que amar alguém de maneira romântica é completamente diferente), de ter alguém ao seu lado todos os dias, de fazer planos juntos.
Espero que um dia eu consiga passar por cima desses pensamentos. Mesmo que tudo isso seja extremamente abstrato pra mim hoje, eu imagino que deve ser muito bom esse negócio de amor. Todo mundo diz que é incrível. Es mesmo tendo a parte ruim de sofrer caso não dê certo, eu queria muito viver e entender tudo isso um dia.
(criei uma conta nova só pra desabafar isso sem correr o risco de alguém que eu conheça reconhecer meu outro username e espero do fundo do meu coração que nenhum conhecido reconheça toda essa minha descrição aí ahduabduhshdbdud)
submitted by lvdovic to desabafos [link] [comments]


2020.09.06 08:25 Astronaut456 Estou Webnamorando....

Eu sempre fui um cara bem social, conversava bem com as pessoas e não tinha medo de conhecer e fazer novas amizades, mas a partir do 1°Ano Escolar eu acabei me sentindo mais entediado, algo que pretendo desabafar também outra hora. Mas como tava falando sempre fui muito social, mas partir de um tempo fiquei mais antissocial não entendo como fiquei assim do nada, mas parei de falar um pouco com meus amigos e fiquei mais na minha, e depois voltei a falar mais com eles, só que no começo da quarentena conheci uma garota partir de um post em um grupo de Animes e tal, e nos dois acabamos se dando muito bem, achávamos que a gente era da mesma cidade, mas no final eu sou do Sul e ela de SP e isso me deixou mal pq estava gostando dela e ela de mim, um dia pedi o whatsapp dela e conversamos muito até eu chamar de brincadeira ela de Webnamorada, e ela falou que nunca tinha pedido ela em namoro, então eu pedi....e ela aceitou e fiquei feliz, nós dois por chamada falando que a gente se ama e tal, ela terminou a escola e eu estou no último ano, pretendo ir até ela e assim a gente ficar junto, até fizemos planos pra morarmos juntos e não me importo até pq eu planejava antes ir pra SP depois de terminar a escola, não quero continuar morando com os meus pais e quero sair de casa bem cedo..., só que me sinto mal por não poder ter ela comigo e triste, e ela sente isso também eu acho, eu nunca tive um relacionamento assim, sempre falei pra ela que Webnamoro não era algo que eu achava legal e nem me imaginava fazendo TIPO NUNCA, eu acho até meio chato e triste por um ponto, mas eu amo ela e ela me ama, então tentamos fazer isso rolar, ela até planejava ir pra Pelotas pra tentar uma faculdade e eu falei que iria junto com ela pra não ficar sozinha e ela gostou da idéia, mas ainda me pego triste, pq eu odeio estar longe dela e acho péssimo as vezes ter a companhia dela só pela tela de um telefone ou PC....
submitted by Astronaut456 to desabafos [link] [comments]


2020.09.05 13:58 tOKYOFF Minha namorada terminou comigo

É isso, minha namorada terminou comigo. Após 4 anos e 2 meses ela terminou comigo por mensagem.
Namoramos por 4 anos, sempre tivemos brigas mas sempre nos resolviamos na conversa, sem desavença sem remorso. No final do ano passado como de costume eu vou para Natal ver minha família e como não sou eu que marco o dia de volta das passagens, acabei voltando apenas em fevereiro, ela ficou chateada mas tudo ficou de boa, foi me buscar no aeroporto e tal. Seguimos o ano normal, saimos e tal, até que chegou a pandemia (esqueci de mencionar que ela conseguiu um estágio em São Paulo no começo do ano), ainda nos viamos normal já que a doença ainda estava "controlada". Quando começou a quarentena deixamos de nos ver já que ela continou trabalhando e eu como grupo de risco, não queria pegar 3 ônibus pra ver ela. Meu pai sabia que não ia dar certo a gente se separar por muito tempo já que vivíamos grudados e se ofereceu pra buscar e levar ela todo fim de semana. Foi perfeito, ela não trabalhava de fim de semana, seguimos todos os protocolos de higiene e ficavamos felizes.
Em um fim de semana ela veio pra cá, super feliz, passamos o dia felizes, fizemos churrasco e tal. Uma semana depois ela termina comigo por mensagem... eu sou extremamente apegado e praticamente me humilhei pra que aquilo não acontecesse, marquei de nos encontrarmos para conversar melhor. Long story short, ela não queria mudar de ideia porque diz que demorou pra tomar essa decisão. Ela me diz que sente que não é mais o mesmo relacionamento, que estavamos empurrando com a barriga porque a gente não conversava mais (completamente descartando o fato de que ela não usa o celular direto e passa parte do dia trabalhando), expliquei que a gente não tinha mais tempo pra conversar e disse que mesmo assim eu sempre tempo todo dia conversar com ela, ficou irritadada e disse "nem transamos mais" (no meio de uma pandemia????) e eu disse que podiamos resolver tudo, não precisava de tudo isso, mas não adiantou.
Agora depois de um mês continuo triste, não tenho coragem de tirar nossa foto da mesa. Meus amigos apenas falam com e esqueceram que eu também estou sofrendo. Tenho que ver os posts dela no face praticamente fazendo graça do nosso término (piadas de "você já terminou um namoro mas...", "você casaria comigo sabendo que...") e isso machuca porque ela passa por isso como se 4 anos não fosse nada. Nem eu nem ela contamos para alguns amigos e família e nem sei como iremos fazer isso, vou ter que explicar pra toda minha familia que terminamos e ficar triste a cada pergunta dela.
Sentirei falta da família dela.
Minha ideia não era dizer tudo isso mas acabou que ficou desse tamanho, como a única pessoa que era minha amiga era minha namorada preferi desabafar aqui mesmo, onde infelizmente sei que vou ter mais ajuda do que meus "amigos". Só de vocês lerem será de enorme feito pra mim, gostaria de agradecer este sub, há pessoas de muita compaixão aqui.
Bom, vale mencionar que tive uma época com depressão e possuo ansiedade extremamente forte então continua difícil superar isso mas deixarei que me dêem conselhos.
submitted by tOKYOFF to desabafos [link] [comments]


2020.09.02 18:52 NoCranberry3680 o dia em q eu acabei com o namoro de um garoto toxico

o dia em q eu acabei com o namoro de um garoto toxico
Olá Luba, editores, gatas, papelões sobreviventes e turma que está a ver
Titulo: o dia em que eu acabei com o namoro de um garoto tóxico
A história começa com um menino mto chato mas pode chamar de carls se quiser p ficar mais rápido .
Há pouco tempo eu descobri alguns barracos dele .
Entre eles:
- assediar meu amigo de forma indireta
-perguntar p amgs minhas se já as masturbaram 2 min dps de se conhecerem
-Xingou a mãe de um amg de puta na plataforma da escola
-chamar todo kpoper de gay o q n tem problema (o verdadeiro problema é usar gay como ofensa )
- ele começou um namoro que ele tava chamando de amizade colorida que não tinha nem 10 dias e mal conheci a menina
- deu em cima da minha namorada
- perguntou se Tiraria virgindade da minha namorada eu respondi que ela Tiraria com quem ela quisesse
-entre outras coisas
Aí ele queria muito o contato da minha namorada,e eu passei na condição dele passar o cntt da namorada dele p eu ter algo p usar a meu favor .
Por aí tudo bem papo vai papo vem, até que eu lembro que tenho um monte de print conversa dele que já tava me xingando e xingando minhas amigas, então a namorada dele começou a puxar papo comigo e começamos a falar do carls aí eu comecei a falar das coisas que ele fazia e acabei mandando todos os prints que eu tinha, a minha intenção de início não era acabar com o namoro dos dois e também nunca foi, mas é o que aconteceu os dois terminaram e ela ficou super puta com ele. Depois que os dois terminaram o namoro que durou apenas 10 dias ele ficou super sentido e falando que a culpa foi de uma pessoa super babaca (no caso eu).
Ainda teve um caso de que disseram que ele assediou a minha namorada coisa que eu também não duvido nada mas acabou que tudo se entendeu ele não tinha assediado ela o que me deu um alívio Mas isso é outra parte da história.
Tem alguns prints que falam de todas as coisas que ele já fez as maioria dos assédios dele de maioria das bobeiras dele de maioria das coisas horríveis que ele já fez
Bom é isso muito obrigado senhor luba se eu fui escolhido minha maior vontade de fuder com ele Que bom apesar de ter gerado um desgaste enorme deu conteúdo para o Luba deu muito trabalho criamos até um grupo p isso
Obs-
Para não deixar todos os prints que eu vou mandar mais confusos do que eles já são vou especificar quantas pessoas participaram dessa história obviamente sem citar nomes
-Minha amiga
-amiga da minha amiga
-outra amiga da minha amiga
-meu melhor amigo
-minha namorada
-Namorada do garoto tóxico
- garoto tóxico
Lembrando que todos os prints de conversas o que está em cinza ou em preto é o garoto tóxico espero que você goste e fica por isso mesmo
ele disse tbm q estava ficando com um cara de 21 anos da baiha

https://preview.redd.it/pbm3lqkwkrk51.png?width=648&format=png&auto=webp&s=7d0831ccc6b014ab576c38a8285c3aed4952b6b1
https://preview.redd.it/pp0uq9izkrk51.png?width=720&format=png&auto=webp&s=3f3f231cdf5239d4dd3e8d976eaff72470d666f8
https://preview.redd.it/uiwh26k0lrk51.png?width=720&format=png&auto=webp&s=22b72812336fc307e12b9f65d2132377c77d98ec
esses são um dos prints mais pesados espero que gostem
submitted by NoCranberry3680 to u/NoCranberry3680 [link] [comments]


2020.08.29 18:51 eixopioxii Minha namorada tem me irritado demais

Desde antes do namoro estar firme ela já se mostrava não ter compromisso, sempre se atrasa e mostra desdém se eu estou preocupado em me atrasar. Hoje tínhamos uma partida de RPG que eu mestro agendada, era pra ser todo sábado e eu preparei um monte de coisa pra partida, perdi tempo estudando sobre o que ia acontecer, qdo perguntei no grupo de wpp da campanha se todos podiam jogar hoje ela foi a única que não respondeu, fui perguntar pra ela e então ela simplesmente disse q não sabia q era hoje (já tínhamos discutido sobre ser todo sábado e ela concordou) e tem coisa de faculdade pra ler e não fazia diferença ela não participar, mas eu estudei e preparei coisas pra ela tbm.
Isso me irritou como várias vezes ela me irritou antes, n quero terminar mas tbm n quero viver assim, eu tento ser gentil mas ela testa minha paciência e joga as relações ruins anteriores na minha cara.
submitted by eixopioxii to desabafos [link] [comments]


2020.08.26 10:04 marvinpls as vezes cansa demais ter apenas um grupo de amigos

não, não é pelo motivo de serem meus únicos amigos. falarei sobre um conjunto de problemas que parecem uma bola de neve invisível.
hoje tive uma discussão com um amigo, esse amigo que entrou no nosso grupo há 2 ou 3 meses mais ou menos. ele é uma pessoa muito legal, mas menos quando toca em qualquer assunto sobre política.
ele se altera, grita, e não liga se você não está gostando. parte disso é por ele ser meio debochado, irônico, sarcástico e piadista fora de hora, mas o jeito como ele se comporta não é impactante no bem estar do grupo pois ele é uma pessoa muito de boa nas outras vezes e é bem participativo, só esse detalhe que é chatinho mesmo.
no meio dessa discussão sobre política surgiu muita coisa (que foi a menor das coisas). fofocas sobre ex membros que fizeram merda e pararam de falar com a gente, problemas deles mesmos com outros membros (não era só ele na chamada), e por aí vai. tudo bem, fofocar é legal e alguns assuntos até são "éticos", mas isso dá liberdade que falemos sobre coisas que não temos certeza sobre outras pessoas apenas porque estamos em bando, por estarmos supondo sobre coisas duvidosas de membros com pessoas que tem disposição à concordar conosco (as outras pessoas da call).
darei exemplos.
um amigo nosso fez merda, vacilou com apenas 1 membro do grupo. esse ficou sentido, mas esse amigo que fez merda não pediu desculpas e ficou ausente do grupo por conta do climão. ele não fez nada tão grave na real, mas para a pessoa em específico ela se sentira ofendida e por fim ele devia uma leve desculpas. o resto ainda gosta e fala com ele, mas essa pessoa que não recebeu as desculpas não. odeia ele, por um motivo bobo na real pois o que motivou a briguinha entre os dois foi algo bobo.
como estávamos em grupo, apenas observei que muitas pessoas começavam a especular sobre a vida particular dele, o que achei bastante intrusivo. faziam fofocas sobre o namoro dele, sobre o jeito dele, tudo porque não gostavam dele! óbvio que essa indiferença foi motivada por ele ter feito besteira, mas será que isso dava direito de falar sobre coisas extremamente pessoais da vida dele? claro que não.
acho o comportamento infantil, e também acho muita gente sendo infantil quanto à esse caso, o que denota uma imaturidade de muita gente daquele grupo, que é maioria.
pessoas que não tem expectativas de vida, tem uma idade semelhante à minha, e tem uma vida confortável em casa com seu computador, mas são bons amigos e convivo com eles desde o ensino médio (hoje tenho 22 anos). são pessoas relaxadas, mas são boas pessoas.
por fim... de verdade, são ótimos amigos, mas essa parte da maturidade me fere bastante. quando serei alvo de algo semelhante caso eu faça algo que eles não concordem? por falar algo ou suporem errado sobre minha vida em particular e coisa assim. eu não quero isso, e me sinto desconfortável só de pensar sobre a possibilidade.
é muito ruim ter apenas um grupo de amigos que você compartilha muitas e muitas coisas o tempo todo há muitos anos, principalmente quando não são pessoas lá muito maduras.
queria muito conhecer pessoas novas, mas não sei como e nem por onde. nunca dei certo na faculdade pra fazer amigos, e sei lá quando vou conseguir outros. parece que é difícil conseguir um novo grupo de amigos hoje em dia.
submitted by marvinpls to desabafos [link] [comments]


2020.08.24 05:33 marcel22bala Posso a me tornar um incel

Texto grande a vista ...
Há algumas semanas , caiu a minha ficha do porque eu não ter muitas amigas e acho que isso deve pelo fato de que toda vez que eu tinha o intuito de conversar com uma garota era porque tinha segundas intenções ( namoro , sexo ) , isso me deixou devastado até porque umas das boas amizades que cultivo muito , proveio destes interesses...
Eu me desenvolvi num ambiente muito masculino , era todo dia bricando com os meus primos , os garotos da rua e na escola tbm . No meu circulo social não havia uma garota , eu não as a via como alguém que você fazia amizade mas sim alguém para namorar . Eu não achava que era possivel garotos da minha idade conversar com uma garota apenas pra ser amigos , era tudo uma questão de algo a mais .
Isso seguiu até o meu EM , onde graças ao universo eu pude sair da minha bolha de only male friends para garotas também . Mas ai foi tudo muito estranho " como essa garota ta conversando comigo e não quer nada comigo ?? "Ou deu atenção pra mim " sera que ela quer algo comigo ? " . Ao longo do tempo essas perguntas foram recorrentes . E nas elucidações que eu tive ainda no EM é que o motivo de eu ter vergonha pra conversar com garotas é que eu queria algo a mais ( quando eu tento transparecer algo que não sinto de vdd uma hora acaba saindo pela culatra ) , quando eu era legal , gentil com elas - com as garotas que eu tava interessado - era sempre pra ter algo em troca ( namoro ...) .
Acho engraçado , você deve ter pensado agora " vish é daqueles altos proclamados "niceguys". Sim , reconheço que fui um , mas não aqueles que vc vê no niceguys , mas aquele que reconhecia que estava sendo legal pra ter algo em troca ( n , eu não xingava mulher na net apesar de que participava de grupos de shitpost , que esse tipo de coisa era recorrente ) , mas no fundo , bem lá no fundo eu sabia que era simplesmente uma fucking OBRIGAÇÃO ser gentil , educado com as pessoas em geral !
Anteontem e ontem vi dois videos da ContraPoints que falava sobre homens e incel e caralho me senti mal pra porra de achar que eu posso chegar no nivel de um incel fudido . Isso me deixou desesperado
Namoral só queria poder tefazer amizades com garotas sem que essa nóia de segundas intenções aparecesse . Uns pode achar normal mas quando a luz da segunda intenção acende pra toda garota que tu comprimenta , conversa acho que isso é algo anormal . Atualmente estou tentando mudar ...
Obrigado , se leram até aqui ! Tenha um bom ( quando estiverem lendo isso aq )
submitted by marcel22bala to desabafos [link] [comments]


2020.08.12 15:44 sairennorebi Fui a babaca por contar a história de como eu e meu marido nos conhecemos? #Turmafeira

Oi Luba, editores, possível convidado virtual, gatas, papelões sobreviventes e turma que está a ver, quero muito participar por que preciso saber se eu fui a babaca na história.
Bom Luba, eu tinha uns 18 anos na época e minha amiga a mesma idade que eu, vamos chama-la de Karla para não expor. Nós éramos melhores amigas desde crianças. Somos da mesma igreja e, após eu ter um término com meu ex namorado entrei pra um dos grupos que tinha na minha igreja que ela participava. Assim que eu entrei reparei em um rapaz que também fazia parte e logo eu dei uma desculpa para pegar o número dele e começamos a conversar cada vez mais, vamos chamar ele de Carlos. Um tempo depois que estávamos conversando comecei a gostar dele e como eu e a Karla éramos melhores amigas eu fui contar pra ela. Quando contei ela disse que também gostava dele mas que não tinha tido coragem de chegar nele. A questão é que a Karla realmente é mais tímida que eu, mas ela conhecia ele antes de mim e não tinha me falado nada. O clima ficou meio tenso por um tempo e eu até pensei em me afastar do Carlos, afinal não queria perder a amizade dela, mas um tempo depois, quando as coisas estavam começando a ficar mais normais, Calos veio me falar que o melhor amigo dele estava gostando da Karla, vamos chama-lo de Tiago e que queria saber como chegar nela. (Ps. Carlos descobriu que eu e a Karla estávamos gostando dele pela mãe do Tiago, ela era líder desse grupo da igreja que participávamos.) Tiago também era muito tímido então não tinha muita coragem de chegar na Karla mas com algumas dicas ele conseguiu e os dois se aproximaram. Eu e o Carlos começamos a namorar e pouco tempo depois a Karla e o Tiago também, o que era bem legal por que saíamos juntos e éramos um grupo de melhores amigos. Tenho que deixar claro também que Tiago, com o passar do tempo começou a dar sinais de ser meio babaca com a Karla, como fazer ela sair de um emprego que ela estava ganhando muito bem pra ir pra outro que ela ganharia salário mínimo só porque no primeiro ela tinha que ir super arrumada pro trabalho (era corretora de imóveis), isso por que ela ainda está não era formada e tinha que pagar sua própria faculdade por que os pais dela não tinha condição, enquanto ele era formado e não trabalhava e ficava o dia todo em casa jogando.
Passaram-se anos nesse meio termo e Carlos e eu começamos um relacionamento a distância por que ele foi estudar medicina em outro país, e mesmo assim continuávamos juntos e com uma relação muito boa. No último ano, eu já tinha 22 anos, estava nas férias e Carlos estava comigo e fomos no aniversário da irmã de Tiago (ela era muito minha amiga e do Carlos também) e tinha outra amiga nossa lá, vamos chama-la de Larissa, ela veio me contar que tinha começado um relacionamento e que tinha começado meio errado e que tinha sido muito complicado e que estava com medo de por ter começado errado dar tudo errado (detalhe eu estava noiva do Carlos nesse dia e já estávamos próximo do casamento). Com ela me contando isso resolvi contar pra ela como foi o começo do meu relacionamento com o Carlos e como foi difícil porque eu tinha uma amiga que gostava dele, mas eu troquei todos os nomes e não expus ninguém, para mostrar pra ela que as vezes começa difícil como forma de provação pra ver o quanto as pessoas se gostam mesmo, mas que no final podia dar certo. O problema foi que a Karla e o Tiago estava perto e eu não vi, ela escutou tudo e ficou muito puta comigo. Fiquei sabendo depois que o Tiago tinha brigado muito com ela, falando que ele tinha sido o resto, que na verdade ela queria ter ficado com o Carlos (eles já tinham mais de 3 anos de namoro), sendo que ele sempre soube do começo da história, até por que foi a mãe dele que contou tudo pro Carlos. Resumindo ela ficou muito brava comigo e hoje não olha nem na minha cara, detalhe, eles eram nossos padrinhos de casamento e depois disso tivemos que achar outro casal às pressas por que estava perto do casamento. Durante a briga eu disse pra ela que ela estava deixando o Tiago decidir tudo da vida dela inclusive quem ela seria amiga e por isso ela estaria se afastando de mim, mas ela diz que eu inventei toda aquela história e que ela nunca tinha gostado do Carlos, sendo que tem outros amigos nossos que viveram esse momento conosco e sabem que é tudo verdade.
Atualmente estou casada com o Carlos e estamos vivendo muito feliz com ele no Peru (onde ele faz medicina). Ela continua o relacionamento com o Tiago e até onde eu sei ele está morando em outra cidade mas ainda controla cada movimento dela, não deixando ela ter amigos que ele não queira e nem fazer nada que ele não deixe. A mãe dela (muito amiga da minha mãe) detesta o Tiago e tudo que ele tem feito com a filha dela, que antes era uma menina feliz e alegre, agora vivia triste e chorando.
Então, eu fui a babaca por ter contado a história de como eu e meu marido nos conhecemos para uma amiga?
submitted by sairennorebi to u/sairennorebi [link] [comments]


2020.08.10 02:01 gifsz eu acho que arruinei tudo

bom, vou começar meu desabafo sem enrolação:
em setembro do ano passado conheci um menino (vou chamar de daniel). a gente se conheceu através do meu melhor amigo, que também é melhor amigo desse daniel. logo que fomos apresentados a gente começou a ficar sério, não era um namoro mas também era algo só entre eu e ele.
infelizmente em dezembro a gente acabou, as coisas não estavam dando muito certo, porém o nosso término não foi muito amigável. não é como se tivesse briga nem nada, porém ambos temos muito carinho pelo outro, a ponto de deixarmos várias coisas não serem ditas para não nos magoarmos.
depois que terminamos a gente até saia pq tínhamos o mesmo grupo de amigos, mas não nos falávamos. enfim, paramos de sair e 7 meses depois é o aniversário do meu melhor amigo (q tmb é melhor amigo do daniel).
dias antes do niver do meu mlr amigo, eu decidi me encontrar com o daniel para as coisas não ficarem estranhas entre nós no aniversário do nosso amigo.
eu, daniel e mais dois amigos começamos a sair e estava tudo bem para mim, porém na festa de aniversário eu tive duas crises de ansiedade por causa do daniel.
(para ficar tudo esclarecido, dps de eu e daniel terminarmos, ele começou a ficar com uma “amiga” minha, que só o fazia de trouxa. e por eu ser a ex dele tinha que aguentar muita coisa. mas ele acordou e terminou com ela).
enfim, para vocês entenderem como daniel é: uma pessoa que tem um coração puro, não sente ódio ou raiva de ninguém além dele mesmo. e ele se culpa muito.
por isso ele acabou se preocupando demais comigo no aniversario mas meu amigo nos impediu de conversarmos pq eu não estava num estado tão legal.
agora está a treta: hoje eu, daniel e dois amigos fomos para a praia (era a despedida de um desses amigos).
detalhe que por tudo oq estava acontecendo e pelas minhas constantes crises de ansiedade eu ia pedir para nós nos afastarmos.
acontece que estava muito frio e eu peguei emprestado o moletom do daniel, que no bolso estava a chave de casa minha e dele junto com o celular dele.
sim, a gente perdeu o celular dele. eu não sei como isso aconteceu, pq ninguém se lembra com quem estava o celular da última vez que o vimos. não sabemos se daniel o pegou, se alguém deixou no chão, se eu deixei cair, enfim.
daniel não me culpou em nenhum momento. não gritou comigo, não me xingou ou esperneou. não. ele ainda começou a me acalmar e tentar me fazer rir.
ele não é uma pessoa que tem muito dinheiro para bancar outro celular, e ele tem muitos problemas com a mãe (semana passada ele quebrou a bicicleta então imagina).
eu fiz merda. a culpa pode não ter sido minha, mas pode ter sido. eu estava com o moletom dele. eu não quero que ele enfrente a barra sozinho com a mãe, até pq ele é q nem eu, fudido mentalmente. mas quando eu tento ir conversar com ela, o daniel não deixa e me impede.
agora ela quer mandar ele para outro estado e eu não sei o que fazer.
(eu sinto um amor enorme pelo daniel, como nunca senti antes por alguém e não queria perdê-lo, mas eu to começando a pensar que eu sou uma desgraça na vida dele, e ele ainda me trata como uma princesa. as vezes da raiva dele).
submitted by gifsz to desabafos [link] [comments]


2020.08.05 00:54 k-feina Como despertar alguém interesse nas pessoas?

Acho que sou uma pessoa desinteressante ou que tem algo de errado comigo mas infelizmente não consigo descobrir o que é. Sou mulher tenho 26 anos e sinto que nunca provoquei interesse em ninguém, nunca namorei, todas as vezes que gostei de alguém a pessoa não teve o minimo interesse em mim, tenho um grupo pequeno de amigos e sou um pouco tímida mas não tenho problemas em conhecer gente nova, mas isso nunca da em nada nem namoro nem amizade. Por muito tempo por causa da minha baixa auto estima e insegurança me convenci que era por causa da minha aparência, mas na verdade eu sei que não sou considerada feia apesar de não ter nada que me destaque, também não sou sem conteúdo pra conversas mas sinto que as pessoas simplesmente não de interessam por mim a ponto de querer me conhecer ou ter algo a mais.
submitted by k-feina to desabafos [link] [comments]


2020.08.02 07:56 jogarfora12341111 Eu estou prestes a desistir

Sinceramente não sei se aguento muito mais não. Não sei mais o que fazer. Raramente eu posto coisa aqui no reddit mas quem sabe opiniões de estranhos na internet ajudam.
Eu cresci numa casa muito horrível. Não por mal, mas sofri vários abusos, físicos e psicológicos. Isso acabou fazendo com que grande parte da minha vida eu passasse deprimido, desde os 12 anos, tenho 20 hj em dia. Eu nunca tinha percebido, achava que era só o meu jeito e que pensar em se matar 24h por dia era normal (ate pq na época piada com suicídio era a boa). Eu só fui perceber o quão ruim eu estava durante o meu 3 ano do E.M. com toda aquela pressão de vestibulares, futuro e etc
Eu não conseguia me preocupar com nada daquilo, a minha preocupação era quando eu ia usar a próxima droga, se eu ia cair morto eu algum lugar (caso eu desse sorte), quando q ia arranjar grana pra próxima garrafa de vodka. Mas no meio de toda aquela merda, arranjei uma namorada (um anjo que me impediu de fazer merda muitas e muitas vezes) e depois de anos de tratamento pra inúmeros problemas (eu cheguei a desenvolver agorafobia e pânico, não conseguia pisar um pé fora de casa sem passar mal) consegui me reerguer.
Decidi mudar pra dar uma força pra um parente com câncer, tentar conseguir um trabalho e estudar pra passar em medicina. Tava tudo indo certo, ate a merda ir pro ventilador. Eu vi o parente sofrer na mão dos médicos que eu tanto admirava, os maus tratos e a negligencia. Desanimei de med mas isso não ia me parar. O parente faleceu, foi um baque mas já que eu tava aqui, decidi continuar e tentar arranjar um emprego. Consegui algumas entrevistas mas corona, eu sou do grupo de risco, tive que inclusive recusar uma oferta onde fui aceito. Pelo menos ainda tinha o meu namoro, 4 anos, a única coisa que imaginei que fosse estável na minha vida, minha rocha. Começou a dar inúmeros problemas por causa da distancia
Eu consigo sentir que eu to mal de novo. Nao quero me entregar, mas to cansado de tudo. Do que adianta? Eu ralei 3 anos sem parar pra sair do buraco pra justo quando eu achei que a vida tava me dando uma chance de ser feliz, ela me socar de volta pro buraco. Sei que comparado com o que muita gente passa isso não é nada mas eu sou fraco, nao sei se tenho energia pra passar pela luta toda mais uma vez
submitted by jogarfora12341111 to desabafos [link] [comments]


2020.07.31 01:33 Felicity4Now O mundo dá voltas, meu amigo

Oi queridos, tudo bom com vcs? Essa é minha primeira vez no reddit, mas fiz o login mais pra desabafar essa história que está pesando demais pra mim. Postei essa história em outra pagina, mas vou postar nessa tbm. Quem não gosta de histórias deprimentes e longas, pule esse post.
Tudo começou faz 2 anos, em 2018, qdo eu fui para o oitavo ano e resolvi me mudar de colégio pq eu não me dava bem com os colegas da escola anterior (quer dizer, sempre fui meio excluída em todas as escolas que estudei mas enfim). Para a minha surpresa, o pessoal desse colégio aparentemente tinha me aceitado e fiquei mto feliz, finalmente tinha me sentido incluída na escola, deu até um alívio. Mas bem, a história não eh exatamente sobre isso, é sobre oq eu vivi com um amigo meu, vamos chamá-lo de Clóvis. Nunca tinha tido amigos piá, mas nesse ano foi diferente, me dei melhor com os piá do q com as guria. E para a minha surpresa, Clóvis foi, e sempre será, meu melhor amigo, por mais q ele tenha até me esquecido.
A primeira vez q vi Clóvis, ele já me atraiu, sim gente, comecei a ter um crush nele, mas eu ignorei, achei q era coisa da minha cabeça. Enfim, no início, Clóvis era uma pessoa super legal, extrovertida, gente boa, zuera, e foda kkkk. Mas... dps eu descobri q ele tinha depressao, hj eu entendo q a maior parte das pessoas q riem dms são as mais tristes por dentro... sei pq isso aconteceu cmg tbm, mas vou deixar isso pro fim. Por conta da depressao, tentei ajudar Clóvis de todas as maneiras possiveis, dava conselho, brincava com ele, tentava animar ele, mas ele sempre tentava se matar, sem sucesso graças a Deus. Mas isso fez com q meus sentimentos ficassem confusos, pq eu n queria, tipo, namorar alguem baixo astral, já q eu era tbm. Eu sei exatamente oq vcs estão pensando agora, sou uma ignorante msm, eu concordo, n precisam ficar jogando na minha cara pq eu já sei blz?
Enfim, como eu tava mto confusa, acabei me enganando e achei q estava gostando de um amigo dele (vamos chamá-lo de Roberto). Roberto era um cara foda tbm, gente finíssima, alegre e tals, até q ele me pediu em namoro no mês de Maio, mas eu recusei. Dps, Clóvis me pediu em namoro, e eu recusei tbm, n queria arranjar encrenca entre os 2. Mas, no final do mês de Agosto do msm ano, começou a merda. Eu n me lembro mto bem o motivo, porem briguei feio com Clóvis e comecei a namorar o Roberto. SIM, oq eu n queria aconteceu, treta total meus amigos. Vcs devem estar pensando: “mds q BURRA”, pse, eu tbm penso isso de mim tá? Mas n dá pra eu voltar no tempo.
Assim, o namoro q eu tive com o Roberto foi meio q uma amizade colorida (pra vcs terem uma ideia, se beijamos apenas 2 vezes em 8 meses ksks). Na fase auge do namoro, entre Agosto e Outubro, Clóvis continuava brigado cmg, até pq dava pra ver q ele tava super puto cmg por n ter sido aceito, se sentiu trocado e humilhado (tá gente, eu tava confusa, n taquem pedra em mim pq eu já taquei um monte já, pfv). Mas dai no final de Outubro a gente conseguiu fazer as pazes e continuamos bons amigos, junto cmg namorando o Roberto.
Outro ano se passou e todos continuamos estudando na msm escola, ou seja, continuou essa msm confusao, msm com tudo resolvido. Até que, no final de março de 2019, terminei com Roberto, pq ele tinha sido mto imaturo cmg e eu n permiti mais isso, e percebi q n fazia sentido eu ter namorado ele, até pq eu descobri mta coisa ruim dele tbm, mas n vamos entrar em detalhes (caso queiram saber, eu continuo amiga de Roberto hj em dia, pq odeio guardar mágoas das pessoas, ou eh pq sou mto trouxa, enfim).
E dps disso, Clóvis ataca novamente. Ele começou a me paquerar, quer dizer, ele nunca parou, mas foi mais forte dessa vez, e a gente foi contruindo uma relacao ao longo do ano, uma relacao mto, mas mto forte. Continuávamos bons amigos, mas a gente era REALMENTE melhores amigos mais aquele lance de paquera, até pq descobri q nunca tinha parado de gostar dele. (ss, Roberto aparentemente levou um chifre discreto, mas n vamos entrar em detalhes).
Continuando, eu infelizmente tive q mudar de colegio, por conta dos professores, q por mais q eu tirasse nota 10 nas provas eles me humilhavam junto com todo mundo, e por conta das minhas amigas, q andavam me excluindo do grupo delas. Mas minha amizade com o Clóvis foi longe dms, eu acabei dando mto em cima dele sem nem perceber direito e ele se iludiu cmg. No final do mês de Novembro, ele me pediu em namoro.... e advinha oq eu falei? NÃO Serio gente, eu disse não. Ai ai, nem eu creio, mas vamos continuar. Eu disse não por vários motivos, entre eles: 1- Não podia namorar, principalmente pq meus pais n deixam e meio q peguei trauma da historia com o Roberto (chorava todo dia pq odeio mentir, me fez mto mal); 2- Tinha medo q ele se revelasse pra mim e me magoasse, até pq ele eh super negativo e enfim; 3- medo de aceitacao da familia dele; 4- paranóias; 5- medo de começar o namoro e dps ele me largasse; 6- trauma do Roberto; 7- Ficar com depressao por conta do namoro, até pq eu fico mal vendo ele mal; 8- me arrepender.
Tá, podem parecer motivos absurdamente imaturos, mas se coloque no meu lugar, eu sou imatura gente, dclp.
Logo, Clóvis ficou de mal cmg por uma semana, n soube como aceitar aquilo. Mas dai, ele aplicou o golpe baixo dps, o mar diminuiu e dps veio o tsunami, se eh q vcs me entendem.
Ele resolveu q queria ser meu amigo dnv dps de uma semana brigado cmg. Eu achei estranho, mas aceitei ele de braços abertos, ate pq odeio guardar rancor, como disse anteriormente. Mas... ele nunca mais foi o msm, ele ficou mto estranho cmg a partir dai. Ele começou a me sacanear, a zoar dms cmg, mas achei q era coisa da minha cabeça e entao deixei neh.
Até q, no inicio de Março de 2020, era meu aniversario, e Clóvis sabe q eu amo comemorar nesse dia pq adoro festas. Entao, ele simplesmente me bloqueou. Eu n entendendo nada, fui falar com o irmao dele perguntando se tinha acontecido alguma coisa com o Clóvis, e ele me falou q Clóvis estava bravo cmg por conta do q eu fiz. Como já tinha se passado meses, eu achei q ele tinha já superado tudo isso, mas n.
Bem gente, foi ai q veio o tiro. Dps de horas sem me responder, ele me vem me desejando feliz aniversario, me chamando de corna tbm (ele tinha esse costume de me chamar assim por conta do Roberto). Mas eu n curtia mto isso, na maioria das vezes ignorava. Eu fiquei tao triste com aquilo, pq poxa, eu achei q tinha acontecido alguma coisa seria com ele ou q ele tava com raiva de mim, entao, bloqueei ele e fiquei sem falar com ele ate o final do mês. Mas já n aguentava mais, eu amava aquele cara (por mais q eu tenha feito mta coisa ruim). Perguntei pro irmao dele se estava tudo bem com Clóvis, e ele disse q ss.
Logo, me vem uma amiga dele me mandando direct pelo Insta e me falando q ele queria falar cmg. Pensei bem, e como n gosto de guardar rancor, desbloqueei ele. Se eu pudesse voltar no tempo, n teria feito isso de jeito nenhum gente, pq oq aconteceu dps parte meu coracao ate hj.
Conversei com ele e ele falou tudo oq eu queria ouvir, q sentia mto e q ele havia agido com mta imaturidade, disse q eu tava confusa com meus sentimentos e q ele devia ter me entendido antes. Ai gente, eu tinha ficado tao, mas tao orgulhosa dele! Qdo ele falou tudo aquilo, eu senti um alivio, até pq eu n precisava mais sentir aquela pontada de culpa q eu sentia todo dia. Q nada gente, o pior foi dps...
Uma semana se passou, e ele me bloqueou, sem deixar rastros. Fui perguntar pra amiga dele pq q ele tinha feito aquilo, e ela jogou um balde de agua fria em mim. Disse q eu n entendia nada e q eu tinha colaborado pra depressao dele, q eu só fiz mal pra ele e q eu devia me sentir arrependida diante disso. Eu como qualquer ser humano, tentei me defender na hora, tentando achar razao em mim, mas dps de uns meses percebi q realmente, eu sou uma monstra.
Pedi pra ele me desbloquear pra gente conversar, e foi uma burrice. Ele falou q eu tinha arruinado grande parte da vida dele e q eu q joguei ele no inferno q a vida dele eh, e mto mais coisas ruins q vcs n precisam saber.
Eu me senti acabada, principalmente pq a gente tava tao bem e eu achei q a gente ia conseguir seguir em frente sabe? Eu tinha esperança daquela amizade maravilhosa continuar com tudo. Achei q a gente ia festejar mais festas juninas, zoar, sair pros rolê, se divertir, cheirar pó de giz (KKKKK), entre outras coisas aleatorias. Sabe, eu amava mto ele, mas dps disso tudo oq eu fiz, era de se esperar q ele ia me dar esse tiro.
No inicio, eu tentei me esquecer dele, xingar ele, pensar coisas ruins sobre ele, tentar botar a culpa nele. Achei q em umas semaninhas ele ia voltar pra mim, mas n, ele sumiu...
Ate q, com esse sumiço, comecei a me dar conta do q q eu realmente fiz. Como pude ser tao cruel? Só pensar nos meus sentimentos e n nos dos outros? Como q eu consegui agir achando q era certo qdo na vdd era errado? Gente, eu comecei a me sentir, tao, mas TAO culpada, q a culpa até dói.
Eu sei q vcs devem ta pensando: “Ta, fez e recebeu, eh lei do retorno, lei da acao e reacao”. Mas gente, eu tava tentando ser feliz uma vez na vida, tava tentando ser aceita, e isso nunca tinha acontecido cmg e me confundi dms. Achei q tava fazendo o melhor qdo na vdd eu n deveria ter namorado ninguem isso sim. Mas eu n posso voltar no tempo...
Enfim, abril e maio se passaram, e eu comecei a manifestar sintomas de depressao, por conta das coisas da escola, por conta da cobrança, e principalmente, por conta dessa situacao, pq comecei a sentir mta culpa msm. Fiquei doente do estômago por conta de tudo isso e ainda to meio mal, n consigo comer como antes tbm. Tentei falar com Clóvis umas dezenas de vezes, mas msm assim n tinha papo.
Até q junho começa e me chega uma solicitacao no direct do Insta, era uma menina (vamos chamar ela de Folks), me pedindo dicas pra gravar videos, ate pq eu posto mto video no Insta pra ver se eu me esqueço de tudo isso. Comecei a conversar bastante com ela, principalmente pq ela eh incrivelmente incrivel. Ate q um dia eu tava bem bad e falei sobre todos os meus problemas com ela, e ela me disse... q ela era amiga do Clóvis.
Na vdd sempre desconfiei q ela era amiga dele, por conta de varios motivos, mas n vou ser especifica. Mas n deixou com q eu n ficasse em choque com Folks. Desde entao, ela tem tentado me ajudar a superar isso, conseguiu convencer Clóvis a falar cmg e enfim.
As conversas q eu tive com Clóvis, mais pioraram do q ajudaram, até pq ele dizia q me perdoava, mas q n conseguia nem falar cmg e nem voltar a ser meu amigo. Eu entendo ele pq nem eu to aguentando mais a minha presença. Mas, isso n deixou de doer em mim... E qdo ele me disse q tinha conseguido me esquecer e conseguiu me trocar pela Folks, foi a gota d’água...
Sabe, eu n sabia q eu podia ser trocada como um objeto, achava q era coisa da minha cabeça. Mas ele me trocou, e pela Folks ainda, q eu considerava e considero uma grande amiga...
Ah, o pior n foi isso q ele me falou. O pior foi qdo ele me disse q no inicio da nossa amizade, ele tinha intencoes ruins cmg... não, n eh relacionado a sexo ou coisa do tipo, eh coisa mais sombria. Eu n sei bem falar oq eh pq ele n foi mto especifico, mas isso me doeu tanto, pq eu sempre desejei o bem dele, por mais q eu tenha feito mta besteira com ele...
Entao gente, se eu n tivesse feito tudo isso, será q ele teria feito alguma coisa cmg? Eu sou a culpada ou ele? Nós 2 somos culpados? Eu devo me humilhar pro resto da vida? Ele q tem q se humilhar? Oq q eu devo fazer agora? Essas são duvidas q eu tenho, quem puder esclarecer ou tentar compreender a minha situacao, pfv me ajude. Oq vc faria no meu lugar? Se vc faria a msm coisa q eu, oq faria pra consertar?
Bom, eh essa a minha historia, q ninguem sabe o final... Dclp se foi uma historia mto deprê, mas eh q eu tinha q desabafar em algum lugar, serio msm.
submitted by Felicity4Now to desabafos [link] [comments]